segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

DEM quer se afastar do PSDB

Segundo a Folha de S.Paulo, os democratas decidiram se desgarrar do PSDB e ampliar o leque de alianças com PMDB, PDT e PSB, aliados do Palácio do Planalto, na tentativa de aumentar a participação da sigla no Congresso Nacional já de olho nas eleições de 2014.

 

Embalados pela vitória de ACM Neto para a Prefeitura de Salvador, líderes do DEM se reuniram no último sábado (5), na capital baiana, para traçar planos e afastar o fantasma da fusão ou do fim do partido.
 
A palavra “fusão”, que ronda o noticiário, foi vetada na reunião realizada no apartamento do deputado e agora secretário de Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia. Privilegiou-se “independência”.

A meta é manter o DEM como “partido viável”: recuperar o total de deputados que tinha antes do racha que gerou o PSD, articulado pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. Eram em torno de 40. Hoje são 27, insuficientes para pavimentar, por exemplo, o futuro de ACM Neto na política nacional.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

SENADOR JOSÉ AGRIPINO NA MIRA DA JUSTIÇA!

A procuradora-geral da república, Raquel Dodge, defendeu junto ao Supremo Tribunal Federal (STF)  o recebimento da denúncia contra ...