terça-feira, 24 de abril de 2012

Porque não choveu em 2012 no Rio Grande do Norte?



As previsões climáticas realizadas pelos institutos, Centros Estaduais e Instituições que trabalham com meteorologia, mostravam desde o final de 2011 que a estação das chuvas na Região Nordeste do Brasil (que ocorre entre os meses de fevereiro a maio), teria chuvas com valores próximos das normais climatológicas.

Na região semiárida do Rio Grande do Norte, que ocupa cerca de 92% do seu território, os meses de março e abril são os que apresentam os maiores índices pluviométricos, período em que se desenvolvem as atividades do setor primário, resumidas em atividades na agricultura de sequeiro, pecuária e reserva hídrica. Essas atividades têm alta dependência da chuva e o no seu planejamento, informações como a previsão de chuvas para o período são muito importantes.

A questão é que as chuvas que caem na região Nordeste dependem de fatores externos, fatores esses que ocorrem a milhares de quilômetros da região, como é o caso da temperatura das águas superficiais dos oceanos Pacífico e Atlântico, além de outros mecanismos ainda não conhecidos ou poucos esclarecidos, como é o caso da relação da ocorrência das explosões solares com as chuvas na região.

Fonte: Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário