terça-feira, 24 de abril de 2012

Abuso crônico de cocaína pode acelerar o processo de envelhecimento do cérebro



O abuso crônico de cocaína pode acelerar o processo de envelhecimento do cérebro, segundo concluíram pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Em um estudo que será publicado nesta quarta-feira no periódico Molecular Psychiatry, a equipe comparou o cérebro de usuários e não usuários da droga e observou que a substância provoca uma perda maior da massa cinzenta do órgão.

Estudos anteriores já haviam demonstrado que alterações no cérebro que costumam ocorrer quando as pessoas envelhecem, como declínio cognitivo e imunodeficiência, também podem ser observadas em pessoas mais jovens que são dependentes de cocaína. No entanto, essa é a primeira vez que o uso crônico da droga é diretamente associado ao envelhecimento precoce do cérebro.

Fonte: Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário